7.7.07

Apetece-me um rato!

TEXTO RETIRADO

66 comentários:

Odele disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Cris disse...

Delicioso, como sempre. Fez-me lembrar o namoro de uma noite inteira entre a minha biscas e uma borboleta do lado de fora da janela, estiveram a noite inteira a olhar uma para outra.

beijinho
C.

Sophiamar disse...

Meu querido Mano!

Mais uma vez, um texto fantástico. Preferes este tipo de narrador que leva um leitor incauto a confundi-lo com o autor.Desta vez, um jogo a que assistes ou assististe com frequência. O gato a subir a árvore, a parar, a olhar em busca de algo. Um aperitivo certamente.Um ratito, coitado, distraído, uma osguita que deixará de se alimentar de mosquitos, quiçá uma lagartixa ou mesmo o melro que, neste momento,vejo descer à relva e debica umas sementes.
Saio daqui sempre satisfeita. Olha, não me apetece um rato, ou será que apetece? Há muitos anos, pelo Natal, devorei umas dúzias de ratinhos(?) de chocolate enquanto o meu pai olhava as letras do Século e lia a secção do dia-a-dia. Foi cá uma dor de barriga!
Beijinhos

augustoM disse...

O gato enganou-te, por isso sorria, andavas à procura da borboleta, enquanto ele na árvore, qual caçador emboscado, não era de rato que esperava, mas espreitava algo mais apetitoso, um pássaro mais incauto.
Um abraço. Augusto

irneh disse...

Uma delícia a descrição desse gato matreiro. Adoro gatos e, de facto, muitas vezes parece que gozam connosco. Mas são tão meigos!

Beijinhos.

Carracinha linda! disse...

Bonito, como é habitual.

Consegui imaginar o gato a subir a árvore em busca da borboleta.
Á medida que lia as imagens surgiam na minha cabeça.

Beijocas

PS - Já reparaste na data do post? Aparece 7 de Julho...

Paula Raposo disse...

Achei muito forte este teu texto. Gostei particularmente da borboleta. Beijos.

António disse...

Olá!
Mais um texto em que a tua capacidade descritiva vem à tona de forma notória.
É uma delícia lê-lo com as metáforas e pitadas de "non-sense" com que gostas de condimentar a tua escrita.
Mais uma vez: parabéns!

Abraço

Girassol disse...

Imediatamente fui remetida para a imagem e experiências do meu gato.
Gosto particularmente desses animais, talvez pela personalidade forte e independente, e pela meiguice selectiva.

Beijos

Sophiamar disse...

Quem és tu, mano? Ninguém! Não, não podes ser! O meu saudoso amigo, Dr. Silvino Leitão foi teu professor? Eu estava lá!
Diz-me mais, por favor. Hoje, no canto do melro, quero saber de ti.
Vou tentar escrever, à beira das buganvílias, das damas da noite, dos loendros... e das amendoeiras, alfarrobeiras, oliveiras...ouvindo o som da terra que melhor me conhece.
Beijinhos

lena disse...

cusco

as ausências acontecem, por serem necessárias, mas há ausências feitas de presenças, nessas estive, faltaram só as palavras

maravilhosa a forma com que escreves, esse teu enlear de palavras onde as metáforas são rainhas de vários reinos, prendem o leitor

queria ser a borboleta amarela, neste teu cantar de palavras, o gato deixava de rir...

excelente texto envolvido num "namoro" a três que me encantou

o meu abraço amigo

lena

Maria Valadas disse...

Mai uma narrativa que me deixa extasiada... com a grandiosidade da tua imaginação!

PS: Tenho novo endereço no Palavras ao vento

http://oblogdaspalavras.blogspot.com/

Beijinhos

Maria

zetrolha disse...

Até os bichinhos gostam...

Diabinha cusca disse...

Inda bem que passei por aqui durante a minha cusquice.
Mto bonito, isto aqui. Uma prosa bem imaginada e bem construída, conseguindo levasr-nos a descortinar as imagens descritas.
Gostei de ler

Teresa David disse...

É,sem dúvida, mais um texto admirável de criatividade e laivos surreais que tanto gosto.
Bjs
TD

Lusófona disse...

Olá Cusco! Que texto gostoso!!
Adorei os pormenores, como sempre ;)

Beijinhos

mulher do torero disse...

Gostei do texto, faz-me lembrar o quanto gosto de gatos, mas lá em casa sou a única.
Adorava ter um, bastante meiginho para me dar uns miminhos.
Eles têm um enfeito mágico no coração da gente, tal como todos os animais, fazemos sentir melhores de qualquer dor e o amor deles é sempre incondicional.

Cristina disse...

Lindo lindo... adoro gatos! Sempre me indaguei no que pensarão estes pequenos felinos quando olham para a sua (futura) caçada!

Uma descrição... deliciosa! Um beijinho

Bichodeconta disse...

Eu hoje não me apetece própriamente um rato, mas apetece-me comer algo.. Ambrósio... Desculpe a brincadeira.. ESTOU A TENTAR ANIMAR O QUE NÃO TEM GEITO...

Sophiamar disse...

Olá, Meu Querido Mano!

Estou a escrever-te daqui de muito pertinho de ti. Ouço os galos, os passarinhos, os cães e, pouco a pouco, tudo acorda.Passo agora os dias aqui na nossa terra. Onde tu nasceste e trabalhas. Daqui a pouco, vou até à praia e, após o almoço, irei a Faro. Voltando à tal escola, lembro-me bem da professora Carlota que também foi minha, de Canto Coral, no então Liceu Nacional de Faro. Mas, por acaso, lembras-te de mais algumas das tuas professoras? Havia outra conterrânea nossa, a Drª Anacleto.E ainda outra.Bem, vê lá se me vais dando outras dicas.O meu amigo Padre Rocha! E o actual Bispo Auxiliar do Porto, o então padre Carrilho. Lembras-te?Estou em busca de um conterrâneo. Ajuda-me!
Passa um bom fim de semana, aí na praia onde tenho muitos familiares e onde, até há muito pouco tempo, também tive casa.Muito perto do mar.
Leva beijinhos. Dá-os também aos teus amores-perfeitos

jomaolme disse...

Lindo texto...

Beijokas

Anónimo disse...

MIAUUUUUUUUUUUUUUU.
ATÉ FIQUEI COM FOME...

ADORO PASSAR POR CÁ.

BEIJINHOS***

Mentacalida disse...

Necesito un traductor!!

Besos

Menta

margusta disse...

Faz hoje dois anos que editei o meu primeiro post...

O que conta não é o que fazemos, mas o amor que colocamos no que fazemos!".
Madre Teresa de Calcutá ...

Alongo os meus braços e abraço-Vos... num abraço intemporal!!!

Jonice disse...

Posso sentir, Cusco, em teus textos, o quanto gostas de escrevê-los...
E tu? Sentes o quanto provês para que uma imaginação visualize com facilidade as imagens que pintas?
Beijinhos :)

Odele Souza disse...

Passei para te ler e te deixar um abraço.
Boa semana!

Sophiamar disse...

Meu querido Mano!

A caminho de mais uma semana de trabalho, deixo-te beijinhos e desejo-te uma boa semana, por onde andares.Eu cá vou construindo o puzzle: Rosa, Fernanda, Cinara...três amores-perfeitos. Como se chama o jardineiro?

Beijinhos da mana conterrânea e cus....

Cris disse...

e o gato continua a rir..

um beijinho
C.

as velas ardem ate ao fim disse...

Malandreco ... o rato!Esta lindo como sempre.

bjinhos

foryou disse...

E eu também continuo a rir :)

leonoreta disse...

acho as tuas narrativas fabulosas cusco. cada palavra tem sempre alguma de suspense que me arrasta para a seguinte.
abraço da leonoreta

Rafeiro Perfumado disse...

Acertaste... ;)

chipichipi disse...

As suas palavras são autênticas imagens!
Sinto-me um espectador a percorrer o mesmo espaço!
Sublime!
Boa semana
Beijos

poca disse...

os gatos têm coisas fabulosas!
beijinhos

Papelucho disse...

que putas pasa?

Carracinha linda! disse...

E novas histórias, não há?

Bjs

Odele Souza disse...

Olá,

Já estive aqui dias atrás, me deliciando com seu texto. Hoje voltei para te contar que vou rever, daqui há pouco, o filme Perfume de Mulher, descrito em seu perfil como seu filme favorito.
É um de meus filmes favoritos também. Este filme é de uma beleza indescritível.Inesquecível para mim é a cena em que Al Pacino dança tango com aquela bela moça e quando ele, numa atuação dramática irretocável grita: I am in the dark! I am in the dark!
Desculpe se usei este espaço para falar de algo que nada tem a ver com o texto.
Te deixo um abraço.

Klatuu o embuçado disse...

AVISO!!!!


Este texto - http://dente-de-marfim.blogspot.com/2007/07/inveja.html - é PLAGIADO do «Abrupto» de Pacheco Pereira!

A menina Kanoff - CUJO BLOG É TODO PLAGIADO - fingiu apagar o anterior blog - e transferiu tudo!

___
Hi5: http://kanoff.hi5.com/

Sophiamar disse...

Tás doentito ou de férias, querido mano?
A segunda hipótese é a mais provável. Se puderes, responde.
Beijinhos

Dulce disse...

Lindo este teu texto! Aproveitei para ler o anterior q tenho andado um pouco fugida :-).
Beijos para ti

Dulce disse...

Lindo este teu texto! Aproveitei para ler o anterior q tenho andado um pouco fugida :-).
Beijos para ti

leituras disse...

Deixei-te um convite para que nos contes o que lês (se quiseres aceitar fazê-lo, naturalmente).

Ler-te, como te disse, é um prazer. Mas, e o que gostas de ler?

Boa semana

Paz disse...

Tus palabras tienen el embrujo y la magia de tu idioma y las caracteristicas de quiene escriben con el alma .

Paz/

Paz disse...

Agradezco con profundidad sincera tus palabras cortas pero sentidas en mi blog.

Te mando un gran abrazo Colombiano .

Paz/

Licínia Quitério disse...

Passei para fazer uma festinha ao gato. Ainda bem que não sou borboleta :)

Gostei. Beijinho.

Cris disse...

Cusquinho, estás bem????? Um beijinho de bom fim de semana

Cris

Entre linhas... disse...

Bem quanto á tua imaginação ..está demais este texto,mas eu gosto de gatos e acho-os muito meigos,aliás doro todo o tipo de animais.
Bom fim de semana
Bjs Zita

Bichodeconta disse...

Também eu me apeteceu agora fazer uma viagem até á aldeia.. A sua, a minha as nossas aldeias. a MESMA QUALIDADE DE SEMPRE.. PARABÉNS. um abraço

Flor de Lótus disse...

Adorei o texto e, adorei o gato, o malandro!... ;)
Beijos e bom fim-de-semana.

Sophiamar disse...

Olá mano,...?
Ai, este primeiro nome! Se o descubro!Eu cusco...

Estou no canto do melro. Ele escolheu-o. Está escolhido. Visita-me todas as manhãs, tardes, quando lhe apetece. Estou aqui bem pertinho de ti. Uma alfarrobeira na frente, à direita, uma oliveira.Para as bandas do oeste, ainda há vestígios do sol.A noite está fresquinha. Hoje não fui à praia. Tomei o cafezinho ali mesmo em frente do poeta.Tás a ver?
Beijinhos

foryou disse...

Hoje vim só deixar-te um beijo e um obrigada *****

Cristina disse...

Vim deixar um beijinho de boa semana :)

Sophiamar disse...

Apetece-me um post novo. Pode ser?
Beijinhos

Lívio disse...

não gosto muito de gatos, mas admiro-os...É um prazer ler as tuas palavras!

Cris disse...

ainda a banhos? boa vida!!!

Beijinhos
Cris

Bichodeconta disse...

Gato inteligente, ou será gato esperto?A verdade é que o gato levou a melhor.. É assim normalmente nas histórias..Um abraço amigo de quem de quando em vez passa por aqui a cuscar,,,

Lusófona disse...

Olá Cusco!! Tens lá no meu cantinho um miminho com carinho :)

Beijinhos

Maria Valadas disse...

Continuação de boas férias!

Beijos da

Maria

Lyra disse...

Delicioso este texto Cusquinho :)
Lindo em toda a sua simplicidade.
Beijinhos

as velas ardem ate ao fim disse...

Que é feito de ti???

bjocas

Adrianna disse...

Há muito que não passo por cá, apenas por falta de tempo.
Hoje vim só deixar votos de bom fds
Espero poder voltar com mais tempo para ler calmamente o que se tem escrito por aqui :)

Sophiamar disse...

Bom dia, Mano!

Também madrugas! É assim aqui no campo. Já comprei a Visão, ontem, na vila, e, na pastelaria do centro, estive a lê-la.A manhã estava ventosa e não apetecia praia. Fiquei radiante quando vi a capa da revista!Tão bonita! Tão fina! Tão doce!
Sophia é outra paixão que alimento desde que li " A Menina do Mar", " A Fada Oriana"," A Floresta" e...e... por toda a sua postura em defesa da liberdade! Obrigada pelas palavras, mano!Afinal, Cusco , chamas-te José, João, Manuel... Conta lá! Na minha família, Manuéis ( Blés) não faltam.
Beijinhos e bom fim de semana

jguerra disse...

Vim deixar-te um abraço.

amigona avó e a neta princesa disse...

Por onde andas amigo?
Deixei-te um miminho no meu canto...bom fim-de-semana...

Alexandre disse...

Apetece-me um gato... macio, de olhos brilhantes, ronronando... um gato de olhar terno e orelhas em pirâmide, atento e ao mesmo tempo senhor do seu lugar.

Abraços!!!

Nanny disse...

Que delícia!

Esse estar dolente e languido de gato, é mesmo o que me apetece hoje... nem sei se trepo à árvore, se calhar fico-me mesmo pelo chão, refastelada...

Beijinhos